Casério de Carvalho, o avô de Ricardo Carriço

Casério de Carvalho no casamento de Eusébio

Há cerca de 45 anos lembro-me de entrar pela primeira vez no Estádio da Luz, de mão dada com o meu avô Casério.

Subir à zona dos camarotes pelas enormes escadas era uma experiência assustadora para um miúdo porque era tudo enorme. Também me lembro do frio de rachar, pois quase toda a estrutura de acessos do estádio era aberta.

A animação e o frenesim para ver o Glorioso jogar já era grande e o ambiente era tão familiar…

 

O meu avô tinha um grupo de amigos que se intitulavam de  “Velha Guarda”, que corriam o país de norte a sul, e até a Espanha, para acompanhar o Benfica. Lá iam eles com as malas dos carros cheias de farnéis, bons vinhos e receitas deliciosas feitas a mando das suas mulheres, numa animação quase frenética de jovens estudantes, mas todos casados e exemplares pais de família.

Recordo-me quando entrei pela primeira vez no famoso camarote dos Srs. da Velha Guarda, mal conseguia ver o relvado, os muros pintados de branco, frios, mas não muito ásperos, pois centenas ou talvez milhares de mãos que por ali já tinham passado e acabaram por amaciar a rugosidade daquelas paredes.

Uma cadeira vulgar castanha com pés de ferro e sobre a atenção do meu avô, consegui  subir e lá vi pela primeira vez o interior do glorioso Estádio do Sport Lisboa e Benfica.

Estadio-da-Luz

Antigo Estádio da Luz

 

 

Engraçado, senti que fazia parte daquela família, daquele grupo de senhores e de outros tantos mais que ali estavam.

O  respeito e a camaradagem que existia ficou na minha memória ao longo de todos estes anos.

 

427486_2234361998682_117908476_n

O amigo Paulo Rebelo – fisioterapeuta do SL Benfica

Há uns meses atrás, estava eu no Facebook e de repente o sinal de entrada de mensagem suou no meu LG G3 e do outro lado alguém de nome Paulo Rebelo perguntava:

Ricardo és mesmo tu? – Não há duvida que a Internet tornou o mundo muito mais pequeno. Reconheci o meu amigo Paulo Rebelo, com quem tinha treinado algumas vezes no seu ginásio na Graça e que, durante algum tempo, colocou as minhas vértebras no sítio, endireitando-me as costas.

Depois de uma rápida troca de mensagens, acabámos por trocar os nossos contactos, pusemos a conversa em dia e passadas 2 ou 3 semanas voltei a encontrar o meu amigo Paulo Rebelo mas desta vez, não no seu ginásio da Graça, mas na saída dos jogadores, do parque de estacionamento do Estádio da Luz.

Estás igual Paulo!

 

Os cabelos brancos já cá cantam, mas reencontrei exatamente  a mesma pessoa que tinha conhecido há 18 anos, mas com a responsabilidade acrescida de ser um dos fisioterapeutas dos jogadores do nosso Benfica.

Num instante estava a cumprimentar o Nico Gaitan e o Maxi Pereira, e fiquei encantado com a normalidade e naturalidade com que tudo isto aconteceu.

Ricardo-Carriço-Nico-Gaitan-e-Maxi-Pereira

Na companhia de Nico Gaitan e Maxi Pereira

 

 

Voltei ao Estádio da Luz, mais uma vez a convite do Paulo Farol, para assistir ao jogo onde também se comemoravam os 111 anos do Benfica. Quando estava sentado olhei para o outro lado das bancadas e recordei a primeira vez que ali tinha entrado…

 

Paulo-Rebelo-e-Ricardo-Carriço

Com Paulo Farol, Events Manager & Official Announcer SL Benfica

 

 

O nosso Estádio mudou, mas reencontrei todo o espírito desportista, caloroso e de companheirismo que tinha recebido dos Senhores da “Velha Guarda”!

Muito obrigado a todos!!!

 

Ricardo-Carrico-no-Estádio-da-Luz

No actual Estádio do Sport Lisboa e Benfica

 

 

Agradecimentos especiais ao Sport Lisboa e Benfica, pela cedência da fotografia do antigo Estádio da Luz.

COMENTÁRIOS:

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.